50 anos de Lutas e Glórias no Pina

Depois do centenário da Nação Porto Rico em 2016, mais uma data importante se aproxima: os 50 anos da fundação do Maracatu Porto Rico do Oriente no bairro do Pina!

EUDES CHAGAS COM SUA ESPADA
FORÇA E CORAGEM E DEDICAÇAO

SALVE O REI SALVE OGUM
O PATRONO DESSA NAÇAO

 Eudes Chagas

No dia 26 de março de 1967 o grande babalorixá José Eudes Chagas fundava no bairro do Pina a grande nação de maracatu que foi novamente campeã do desfile oficial do Recife este ano.

PR2017 premio

 

Para conhecer mais sobre Eudes Chagas:

“José Eudes Chagas, conhecido como o Rei do Maracatu, nasceu na cidade de Olinda, Pernambuco, em 1921. Mudou-se para o Recife ainda criança, indo morar de início no bairro de Água Fria e posteriormente no bairro do Pina, onde tinha um terreiro de xangô, exercendo o sacerdócio até sua morte em 1978.”

[…]

“Eudes resolveu posteriormente transformar a Troça Rei dos Ciganos, no Maracatu Porto Rico do Oriente, mas um grande número de pessoas quis continuar com a Troça, que continuou existindo mesmo após a criação Maracatu.

O Maracatu Porto Rico do Oriente foi inaugurado no dia 26 de março de 1967, com sede no bairro do Pina e a coroação de Eudes como seu rei ocorreu no dia 10 de dezembro de 1967, na Casa 41, do Pátio do Terço, sendo presidida pelo bispo da Igreja Católica Brasileira Dom Isaac.

Eudes atuou como rei, babalorixá e diretor do Porto Rico do Oriente de 1967 até 1978.

Era muito estimado por sua generosidade, sempre oferecendo ajuda para  dezenas de afilhados e pessoas necessitadas, assim como às pessoas que lhe procuravam para rituais e consultas no seu terreiro. Era solidário também com outros grupos carnavalescos, mesmo os possíveis rivais. Treinou o maracatu estudantil Rei do Congo, mesmo estando com problemas de saúde após sofrer um  derrame cerebral.

José Eudes Chagas, o Rei do Maracatu Porto Rico do Oriente, morreu no Recife, em 15 de dezembro de 1978.”

[GASPAR, Lúcia. Eudes Chagas. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/>]

 

No site da Fundação Joaquim Nabuco podemos ver as fotos do arquivo de Katarina Real, a antropóloga americana que relata no livro Eudes, o rei do maracatu, a majestade do lendário criador do Maracatu Porto Rico do Oriente, de quem o Encanto do Pina e Porto Rico descendem.

http://digitalizacao.fundaj.gov.br/fundaj2/modules/home/index.php
Dois momentos de José Eudes Chagas
(1921 – 1979)

Aos 19 anos, 1940, como rei do Maracatu Nação Elefante
foto de Lula Cardoso Ayres

Em 1970, rei do Maracatu Porto Rico do Oriente

foto de Roberto Benjamin

Fotos da festa de lançamento da
caravela “Santa Maria” (1967)

Katarina Real e seu marido Robert Case foram convidados especiais nesta festa. Ela nos conta:
“No sábado, pegamos nossa velha Rural e fomos ao Bairro do Pina, com grande animação […]

“Ao nos aproximarmos da sede do maracatu, encontramos uma multidão enchendo toda a rua defronte do prédio, e nos metemos na algazarra geral até avistar Eudes, como sempre todo de branco, rodeado de amigos e admiradores.”
[…]

[…]
De repente, avistei à distancia, no terraço da casa, a belíssima caravela “Santa Maria”, medindo uns 2 metros de comprimento, toda iluminada
[…]

Noite dos Tambores Silenciosos, Pátio do Terço / 1978
Dona Mera, ialorixá, rainha do Maracatu Porto Rico do Oriente
José Eudes Chagas, presidente , rei e babalorixá do Maracatu Porto Rico do Oriente, última foto do rei do maracatu.

 

gloria

Sobre gloria

Desde 2007 me descobri batuqueira; comecei a aprender maracatu no Ilus de Assuada, um dos filhotes da Casa de Cultura Tainã e grupo Urucungus. Em 2008 fui uma das fundadoras do Maracatuca. Minha formação musical veio da Fundação das Artes e depois me especializei em percussão de orquestra, erudita e trabalhei mais de duas décadas na Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas. Sempre dei aula, gosto de ser professora. Fiz mestrado na Unicamp, dentro do Grupo de Educação e Pesquisa em Educação Continuada - GEPEC - na Faculdade de Educação com a Corinta M. G. Geraldi como orientadora nessa caminhada. Agora estudo na Nação do Maracatu Porto Rico com mestre Shacon e vários batuqueiros e a Nação do Encanto do Pinta com vários batuqueiros, mas principalmente caixa com Mariana Bianchi.
Esta entrada foi publicada em mestre Shacon e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta